Morram de fome ou de doença…

… mas reduzir os privilégios dos funcionários públicos, isso não! Viva o estado social, sempre preocupado com os mais fracos. As crianças até podem ter uma educação pior, até podem não ter acesso a cuidados de saúde de jeito, desde que isso não afecte o dinheirinho dos funcionários públicos, claro. Afinal, somos todos de esquerda ou não?

Corja de filhos da puta! Ah, e reparem que o cabrão do Teixeira dos Santos acha que isto não é aumentar a carga fiscal. Há redução de gasóleo no BMW dele para 2010?

Cada vez mais devemos encarar isto como o país deles onde nós lutamos para viver o melhor possível debaixo da exploração.

Anúncios

Sobre Tonibler

Um vintém será sempre um vintém, um cretino será sempre um cretino
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

4 respostas a Morram de fome ou de doença…

  1. Toni

    Uma coisa não invalida a outra, os funcionários públicos têm vindo a perder poder de compra, certo? é preciso resolver o problema da divida publica, certo? quem é que criou essa divida? os governantes, então esses que paguem, e de que forma podem pagar? para começar passar os deputados dos 230 para 115, depois baixar os ordenados deles em 10 ou 20 por cento, quantos ministérios existem? 18, então baixar para 12 com a consequente baixa de ordenados, ainda se pode ir buscar uns “trocos” nos orçamentos da AR e do Conselho de Ministros, podemos também mexer nos orçamentos das forças militares.
    Não sei quanto se pouparia, mas o camarada que é um homem de “contas” pode dizer com estas medidas quanto é que o estado deixaria de gastar.
    O que eu não quero é que mexam nas reformas, que não penalizem mais quem trabalhou uma vida inteira e que contribuiu na esperança de, chegada a idade, poder usufruir de uma pensão.

  2. Camarada,

    Duvida que as reformas é já a seguir? Isto não há milagres, temos 10, gastamos 12. Temos que gastar 10 e há que escolher onde. Estou-me a cagar qual o tipo de funcionários que vai ter que ganhar menos, mas vão ter que ganhar menos, não venham é pedir mais dinheiro aos outros que são sempre eles a pagar esta merda

  3. “…que são sempre eles a pagar esta merda” os funcionários públicos também fazem parte.

    Não se pode aumentar a receita sem mexer nos impostos, o governo já veio dizer que não aumenta impostos, então tem que mexer na despesa, este governo baixou a massa salarial dos funcionários públicos em cerca de 11% no entanto paga mais em serviços contratados (outsorcing), estes serviços são necessários? com uma melhor gestão de meios e métodos não se poderia fazer o mesmo trabalho sem estes serviços contratados?
    O que não se pode admitir é que mexam na saude, e já estão a mexer, na educação, e já estão a mexer, no sistema de reformas e pensões, e já mexeram e ainda vão mexer mais.
    Hoje fui tomar café com um casal amigo que ela é psiquiatra aqui no Hospital do Barreiro, estávamos a falar destas coisas e ela diz-me que se o Hospital arranja-se emprego, pelo menos aos doentes na faixa etária dos 45+, desocupava os serviços em 80%, diz ela que grande parte dos doentes de psiquiatria e psicologia são pessoas que chegaram à idade em que são velhos para trabalhar (ou arranjarem uma ocupação paga) e novos para a reforma.

  4. Os funcionários públicos não fazem um corno face àquilo que ganham. É o camarada que está a dizer. Por isso aparecem os serviços adicionais, porque “a gestão de meios” não consegue ser feita.

    Este governo não baixou massa salarial nenhuma, só aldrabou o sítio onde escritura esses ordenados. É Teixeira dos santos no seu melhor e a razão porque o Sampaio despediu o Vara.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s