O perfeito imbecil

Como não quero dar demasiada importância a isto por causa da crise, faço uma declaração ao país a dizer que não quero dar demasiada importância a isto. Ah, e lamento que não se tenha dado mais importância a isto para se chegar a um consenso alargado igual ao de vários países onde o consenso não foi alargado. O facto do nosso ser com maioria absoluta, não quer dizer que isso seja um consenso alargado, pelo menos um a que valha a pena dar a importância que não quero dar pela importância que vocês deveriam ter dado.

Anúncios

Sobre Tonibler

Um vintém será sempre um vintém, um cretino será sempre um cretino
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

4 respostas a O perfeito imbecil

  1. Grande “algarviada” mas entendi…

  2. Chama-se a isso: Sentido de Estado.
    tá certo que é um conceito que nos últimos 15 anos esteve completamente posto de parte – com a honrosa excepção deste politico de excepção – mas que ele existe, existe.
    depois faço-lhe uns desenhos para ver se dessa forma já percebe!

  3. Tonibler diz:

    Chama, não se chama. Nós, com mais de dois neurónios, chamamos de imbecilidade, mas é natural que lá vocês chamem outra coisa.

  4. de acordo, mas ter apenas 3 não é suficiente para entender. Dai a necessidade de se recorrer aos desenhos…isto sabendo que mesmo assim isso vai ferver!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s