Um porco é um suino e vice-versa.

José Manuel Fernandes, esse mesmo, o antigo Director do Público, aquele que descobriu que a blogosfera poderá dar lugares num qualquer paraíso americano, ou não, escreveu esta “suinidade” no Blasfémias.

Como bem repara o Filipe Moura no Esquerda Republicana, JMF tem no seu texto várias inconsistências e incorrecções.

Anúncios

Sobre Elisiário Figueiredo

Camaradas...! Eh, camaradas...! ouvi, Que vou dizer-vos quem sois, Pois vou dizer-vos quem sou.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

20 respostas a Um porco é um suino e vice-versa.

  1. Tonibler diz:

    O Moura não tem razão porque o prémio Nobel só é dado a vivos. É, ta, se não também por isso, que Tolstoi nunca o ganhou, primeiro porque o suecos do início do sec XX não eram exactamente uns fans da cultura russa mas também porque não existiram muitas oportunidades de Tolstoi o ganhar (4 ou 5, se não estou em erro).

    Depois o post do JMF é sobre a importância do Nobel da Literatura, que terá uma grande importância comercial, mas não se pode deixar de se concordar com ele. Há poucos laureados de quem a história rezará.

    O Nobel é um prémio muito importante nas áreas do conhecimento de facto, na medicina, química e, principalmente, na ciência nobre, a Física. No resto, na Paz, Literatura e, no Nobel falso porque não é sobre conhecimento, na Economia não vale nada.

  2. Welton Diniz diz:

    O cara você não entende nada, esse tal de JMF é um frouxo sem carater, não vale nada, como diz o Elisario é um porco.

  3. O que Filipe Moura diz é que JMF inclui naqueles que não ganharam o prémio nobel escritores ainda vivos, e que pelo facto ainda o podem ganhar, a importância do nobel na literatura é a que é, é um nobel e ponto final, se tem menos importância do que os nobel das áreas das ciências é uma questão discutível, para mim o nobel de Saramago teve mais importância do que os outros todos, até porque, sem ir ver à Wikipedia, não consigo dizer outro nome dos laureados nesse ano.

  4. Tonibler diz:

    Porque não é cientista e são descobertas recentes. Conhecerá, sem dúvida, os nomes de Einstein, Openheimer, Heisenberg, Bohr, Born, Compton, Miller, Moniz, etc…

    O facto dos outros escritores vivos serem muito mais importantes que Saramago só favorece o argumento de JMF. Não entendo porque acham que o diminui, uma vez que Saramago o ganhou e os outros não.

  5. Camarada, sem ir à Wikipedia ou outro lado qualquer diga-me o nome de um laureado com o nobel no ano em que Saramago o ganhou, é claro que todos conhecem Einestein.

  6. Tonibler diz:

    Sei lá, devem ter sido Cohen-Tanudji e o Chu por causa do ion-trap. É irrelevante, o facto é que Von Neumman, Heisenberg, Bohr, Born, Pauli, Schrödinger, etc.. são de facto os maiores nomes da física. Não percebo muito de medicina ou química, mas imagino que os laureados sejam também os maiores nomes das disciplinas. Até na Economia, goste-se ou não daquilo que “inventaram”, tem que se concordar que são os maiores nomes que estão lá. Na literatura não. E esse é o ponto do JMF.

    • JMF foi um medíocre jornalista, passou pela direcção de um jornal onde o dirigiu mediocremente, e pertence aquela ordem de pessoas que se movem por ódios medíocres e mesquinhos.
      De literatura não percebe nada e suponho que nem de física, química ou medicina, JMF é um charlatão à espera de um lugar num paraíso americano dado pelo governo do PSD, isto se o PSD algum dia lá chegar.

  7. Tonibler diz:

    Ah, então JMF tem razão, mas não tem razão porque foi um jornalista medíocre. É isso?

  8. A mediocridade de JMF é tanta que avalia mal as questões, aliás ele avalia as questões conforme o interesse dele e o lugar que quer alcançar, agora anda numa de ir para o paraíso americano, aquele lugar que o Crespo queria, lembra-se?

  9. Tonibler diz:

    Sim, mas o que é que isso tem a ver com o facto do prémio Nobel da literatura ser uma coisa pouco importante em termos históricos?

  10. Uma má avaliação dele e sua.

    O Prémio Nobel da Literatura é da maior importância para a língua e literatura Portuguesa, não tem a importância do da Física ou da Química ou da Medicina? no meu entender tem e no dele, enquanto jornalista e homem da comunicação, também deveria ter, isto no caso de o porco não ser um suíno e vice-versa.

  11. Tonibler diz:

    A análise dele é correcta, metade dos escritores laureados não têm importância nenhuma na história da literatura ao contrário dos laureados das outras áreas. E contra factos não há argumentos.

  12. Pois com os outros até pode ser verdade mas com o José Saramago não, o Nobel da Literatura tem uma importância vital para a língua Portuguesa.

    O suíno não viu isso, anda muito distraído a ver quando o governo cai e vai para lá o PSD para ele ir para o tal paraíso americano que o Crespo queria impingir ao Sócrates.

  13. Tonibler diz:

    Para a língua Portuguesa?????? Essa é boa…Os estrangeiros compram os livros em português?????

    Para a literatura ainda vá, agora para a língua é irrelevante.

  14. Para a língua também, os Brasileiros leram em Português e não naquela coisa que eles têm, ou os Angolanos, Moçambicanos e por ai fora. Quando se fala em Português não estamos a falar só em Portugal.

  15. Tonibler diz:

    Mas os brasileiros não deixam de ler português se não for Saramago. Aliás, outro bom exemplo é Jorge Amado, 500 vezes melhor que Saramago, que fez 1000 vezes mais pela literatura em língua portuguesa que o nazi-fascista e que nunca recebeu um Nobel. Pela óptica da língua, temos então o Paulo Coelho que vende como pãezinhos quentes…

  16. Grande escritor esse o Paulo Coelho, comparado com ele cá em Portugal só mesmo a Margarida Rebelo Pinto….

  17. Tonibler diz:

    Então???? E o português deles não é bem melhor que o do Saramago???? Pelo menos metem vírgulas…Só por isso fizeram mais pela língua portuguesa com aqueles livros de merda, que os livros de merda do Saramago.

  18. Aí é que está a questão os outros precisam de pontuação para se fazerem entender enquanto Saramago não necessita pois a sua genialidade literária a isso o permite.

  19. Tonibler diz:

    Era isso que eu dizia às minhas professoras de português…Se calhar devia tê-las saneado, chamá-las de judias burras ou mandá-las para Espanha que aí é que é bom para que me chamassem de génio…

    Na próxima vez que se questionar porque é que há países pobres e países ricos, lembre-se dos países em que os génios são mesmo génios e não uns merdas que fizeram umas historietas mais escritas. E mesmo aí, quando penso que há quem ache que Saramago chega, sequer, aos calcanhares de Jorge Amado…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s