Da-se!…

Alguém me explica porque é que o ramo brasileiro de uma empresa de telemóveis é estratégico para Portugal?

Anúncios

Sobre Tonibler

Um vintém será sempre um vintém, um cretino será sempre um cretino
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

23 respostas a Da-se!…

  1. Porque corresponde a metade dos lucros da PT.

    Os accionistas quando compraram acções da PT já sabiam da golden share! então estão a queixar-se de quê?

    Existe um grupo de acções com poderes especiais se não pode ser usado então para que existe?

  2. Telefonica, Santader, Repsol, Inditex..entre outras, são a força que Espanha tem no exterior – principalmente na America Latina – com uma base de promoção enorme do estado espanhol. O exemplo da Vivo é dos poucos bons que temos e q nos saiu do bolso d todos também…vc quer da-lo de mão beijada ??

  3. Tonibler diz:

    Mão beijada? Primeiro a PT não é minha, depois não era de mão beijada e, finalmente, a força que a Espanha tem no exterior é da Espanha, não é da Repsol ou da Inditex e depois comparar uma empresa de telemóveis com a Inditex…

    60% dos lucros da PT já vão para o estrangeiro, Elisiário. Não é por aí. O estado português perdeu os impostos todos relativos às mais valias, bem como o país perdeu um fluxo de capital de 7,15 mil milhões de euros. Mas aceito como como bom socialista defenda accionistas que não precisam de gastar dinheiro em acções, basta comprarem políticos.

  4. Foda-se deixe lá isso dos socialistas.

    Vamos analisar a AG de accionistas, uma AG de accionistas é o sitio onde vão todos os accionistas, o estado português é accionista com 500 acções envoltas de um papel especial (por isso é que lhe chamam golden share), os restantes accionistas, antes de comprarem acções da empresa sabiam desta premissa, sabiam que este accionista especial ia estar na AG, e que poderia votar, é claro que só votaria se o negócio não lhe interessasse, foi o que fez.
    É bizarro ter uma insignificância de 500 acções em cerca de 900.000.000 mas são as regras do jogo e que foram definidas antes do jogo começar, ou seja, repito, todos sabiam desta regra.

    Estão a queixar-se de quê?

    Agora outra coisa, o encaixe financeiro era bom negócio? na perspectiva do estado eu acho que era, encaixava as mais valias de tal operação. Em termos estratégicos para a PT é que o negócio não seria tão vantajoso, o mercado Brasileiro tem 230.000.000 de potenciais clientes, 23 vezes mais que Portugal, o nível de crescimento económico é bem superior a Portugal, cerca de 6% ao ano, isto bem aproveitado com bons gestores à frente é uma mina de ouro.

  5. Tonibler diz:

    Isso é treta, Elisiário. A PT é uma empresa 60% estrangeira, não é minha. Ao mesmo nível da PT o estado deve respeitar os concorrentes, a ZON, a Vodafone, a Cabovisão e até a residual Sonae e os seus trabalhadores. Mas os trabalhadores destas empresas não interessam o que interessa é se a PT tem 230 000 de clientes por isso é que vem a treta do socialista, a defender um estado que não é seu para destruir a vida de sabe-se lá de quantos trabalhadores…
    A Vodafone faz mais pelo país que a PT e ó capital está espalhado pelo mundo.

  6. Estou com a leve sensação que o Toni leu o meu comentário ao viés.

    Eu faço uma diferenciação entre o negócio para o estado e o negócio para a empresa, é natural que numa conjuntura desfavorável em que os bancos têm falta de liquidez, este negócio era um “balão de oxigénio” por isso é que o Socialista Ricardo Salgado queria vender.
    Mas para futuro não era um bom negócio, o mercado Português é pequeno demais para uma empresa com a dimensão da PT, não existem mercados ao pontapé a quererem vender participações em telecomunicações de forma a que a PT as pudesse adquirir, até aquela, que agora não me ocorre o nome, brasileira tem uma quota de mercado residual.
    Isto que eu digo não tem nada a ver com socialistas ou fascistas mas sim com a percepção que eu tenho da “coisa”, tá errada? pode estar.

  7. Laranjada Ovarense diz:

    Quando empresas como a PT Inovação têm a “monocultura” da Vivo, acreditem que a decisão do Sócrates foi estratégica para uma cidade como Aveiro, por exemplo.
    No entanto, creio que dentro 8 dias os espanholitos vão fazer uma OPA geral à PT e se calhar vão oferecer ainda menos do que ofereceram hoje.
    Vai uma aposta?

  8. Laranjada

    Já vieram dizer que a proposta dos 7.150 se mantém até 16 de Julho.

  9. Tonibler diz:

    PT inovação??? Ora Laranjada, poupe-me…e a Zon, a Cabovisão, a Vodafone, a Sonae.com, a Bragatel , a….

    Elisiário,

    Mais uma vez, continuo sem perceber o que tem contra os trabalhadores das empresas que nomeei.

    • Eu nem contra os trabalhadores nem contra ninguém, a PT é uma empresa Portuguesa, tem um valor estratégico para o pais, a vivo faz parte dessa estratégia, logo o estado tendo uma ferramenta, duvidosa eu reconheço, mas tem essa ferramenta e quando a PT foi privatizada não me lembro de alguém levantar problemas para a compra das acções, logo, existindo é para usar.
      Agora se querem analisar com base na força de trabalho ou no desenvolvimento de tecnologias e por ai determinarem o interesse ou não, já é outra questão onde eu não me vou meter.

  10. Laranjada Ovarense diz:

    Nutrindo eu um amor que nem imaginam pela PTIn, vão lá comparar o investimento e o head count em engenharia das ditas empresas com o que é efectuado pela PT …
    Ou acham que comprar o pacotinho todo feito a consultores é Inovação e Desenvolvimento?

  11. Tonibler diz:

    Laranjada,

    Atendendo aos produtos colocados no mercado pelas empresas, diria que a PT poderá ter head count, mas engenharia…

    A vodafone usa engenharia portuguesa pelo mundo fora que foi criada cá, a Sonae.com também. Não é por aí. É verdade que a PT tem um head count maior mas também tem um resultado de I&D inferior. Se calhar, por isso mesmo, não deve ser protegida.

  12. Tonibler diz:

    “Eu nem contra os trabalhadores nem contra ninguém”
    Se é a favor de uns é contra os outros, aqui não há dúvida.

    ” a PT é uma empresa Portuguesa”
    Tanto quanto as outras.

    ” tem um valor estratégico para o pais”
    Vender telemóveis? As outras também fazem. Ter rede fixa? A Zon também tem. O único valor estratégico é mesmo empregar chulos.

    “a vivo faz parte dessa estratégia,”
    É no Brasil e os espanhóis pagavam 35 anos de Vivo.

    ” logo o estado tendo uma ferramenta, duvidosa eu reconheço, mas tem essa ferramenta e quando a PT foi privatizada não me lembro de alguém levantar problemas para a compra das acções, logo, existindo é para usar.”
    É como o cú, mas eu só o uso para cagar. Não é por ele lá estar que uso para outras coisas.

    “Agora se querem analisar com base na força de trabalho ou no desenvolvimento de tecnologias e por ai determinarem o interesse ou não, já é outra questão onde eu não me vou meter.”
    Seria a única questão relevante, a Vivo ter alguma importância tecnológica.

  13. Tonibler diz:

    Elisiário,

    O que é que eu tenho a ver com a PT? Sou accionista? Eu tenho que me preocupar com o mercado das telecomunicações que tem mais umas quantas empresas e mais uns milhares de postos de trabalho que estou a colocar em perigo com medidas destas. Essa é a verdade, quero lá saber o que é bom ou mau para a PT

  14. Pois, não sei qual a sua preocupação com os “milhares de postos de trabalho”, em termos de crescimento o mercado das telecomunicações em Portugal está no seu limite, 2 ou 3% é o crescimento possível, as ultimas tecnologias disponíveis são comuns a todos os operadores e quanto muito fazem crescer o mercado dos equipamentos, se a PT vender a sua participação na VIVO não vai, de certeza absoluta, mexer nada no mercado interno, a PT fica, em termos de activos, mais pobre, passa de uma grande empresa de telecomunicações para uma mera operadora de um pequeno pais e ainda por cima periférico.
    A sua “preocupação” com os trabalhadores não faz o mínimo sentido a não ser que também sejam accionistas.

  15. Tonibler diz:

    Ah, pronto, ser trabalhador de um empresa sólida é a mesma coisa que ser trabalhador de uma empresa que tem que concorrer com outra que é protegida pelo poder do estado. Ora, Elisiário, ainda me vai explicar porque é que o anterior regime era mau que, por aquilo que escreve, não consigo entender.

  16. Está a falar de um mercado que não tem ponta por onde esticar, as quotas estão determinadas, mais dois para a esquerda ou para a direita, o mercado não cresce a não ser com a internacionalização.
    A “protecção” que o Tonibler se está a referir é em relação a uma participação no mercado Brasileiro não tem nada a ver com o mercado interno, PT com VIVO ou sem VIVO não altera a sua quotas de mercado em Portugal, ou seja, os trabalhadores Portugueses, com VIVO ou sem VIVO não vão ser afectados.

  17. Tonibler diz:

    “Está a falar de um mercado que não tem ponta por onde esticar, as quotas estão determinadas, mais dois para a esquerda ou para a direita, o mercado não cresce a não ser com a internacionalização.”

    Então fecha-se assim, é isso. Quem é cliente de um, já não pode ser cliente de outro.

    O mercado que cresce com internacionalização é um problema da PT, da ZON, da Sonae, do caralho. Meu não é de certeza e quando protegem os proveitos de uma empresa ela vai usar esses proveitos contra as outras porque é assim que a concorrência funciona. Isto não é óbvio? Que tal estabelecer uma quota para a PT, de hoje em diante os clientes da PT não podem mudar de operador porque é estratégico….ora foda-se! Depois vem com aquelas conversas dos ricos mais ricos e dos pobres mais pobres e diz que a culpa é dos neoliberais…

  18. Não é nada disso.

    Se a PT vender a VIVO fica confinada ao mercado nacional e com mais recursos para investir aqui no rectângulo, com o potencial de desenvolvimento que tem, quanto muito poderá é “abafar” a concorrência.

    Mas o interesse que os defensores da venda da VIVO têm não tem nada a ver com mercado, trabalhadores e outras tretas, tem a ver com a falta de liquidez que o Socialista Ricardo Espírito Santo e outros apresentam, 7.150 mil milhões de euros era assim uma coisa caída do céu e que eu aprovava se não estivesse em causa interesses maiores.

    A concorrência nacional do mercado das telecomunicações é penuts, 2 clientes deixam a PT e vão para a ZON e no mesmo momento saem da ZON dois clientes e vão para uma outra operadora qualquer, a volatilidade do mercado é grande e a capacidade de crescimento é mínima.

  19. Tonibler diz:

    Se for assim, há a autoridade da concorrência para lidar com isso. O facto é que não é assim hoje.

    O socialista Espírito Santo é dono de 7% daquela merda, falta os outros 93%.

    E, mais uma vez, os problemas da PT são problemas de uma empresa detida em 60% por capitais estrangeiros. Eu caguei nisso.

  20. Se 7% de 7.150 mil milhões não é nada a ter em conta, tá bem.

    É uma empresa que opera no mercado nacional, paga impostos no pais cria postos de trabalho no pais e cria riqueza no pais só as mais valias (60%) vão para fora, a PT com a VIVO criava tudo isto também no Brasil e as mais valias vinham para Portugal.

  21. Tonibler diz:

    Os 7% são um problema do Espírito Santo, não são meus. 40% das mais valias vinham a prazo. 35 anos desses 40% vinham agora.

    Todas as empresas portuguesas operam no mercado nacional. Porque é que a PT tem que ser melhor que as outras todas? Porque é que se fodem todos os outros mais pequenos para que a PT continue grande? É o “condicionamento industrial” do Salazar, só que de mãozinha no ar a dizer que são socialistas….Por isso é que se chega, depois de 15 anos de PS, à mesma configuração empresarial do 24 de Abril.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s