Auto-teste socialista

Antes de se declarar socialista, sugiro o seguinte auto-teste:

Daquilo que eu produzo, quanto sobra para dar aos outros?

Pode pensar naquilo que está disposto a dar do seu ordenado actual ou no número de dias úteis que está disposto a dizer ao seu patrão “escusas de em pagar estes dias e dá a…”

Pois…foi o que eu pensei…

Anúncios

Sobre Tonibler

Um vintém será sempre um vintém, um cretino será sempre um cretino
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

15 respostas a Auto-teste socialista

  1. Ao patrão não dou nada, já lhe dou a precariedade no emprego, já lhe dou as horas que trabalho a mais sem receber, já lhe dou a atenção aos sábados e domingos quando ele acha que tem direito a chatear-me, dou os meus impostos para manter UM Estado Social, não esse a que o camarada se refere mas sim UM VERDADEIRO.

  2. cmonteiro diz:

    Mais uma vez te deixas enganar pela demagogia, porque os portugueses no sector dos serviços nomeadamente, são o povo com mais horas de trabalho semanais, e Portugal está no topo da lista do trabalho suplementar não remunerado. Ou seja, as pessoas todos os dias trabalham para além do horário e apenas ganham o horário, não vejo nenhum a recusar pois fazem-no sob coacção e não vejo nenhum patrao ir a correr pagar-lhes as horas extras.

    Vê se és minimamente sério, não vá algum empregado teu estar a ler-te. E se este não é o teu caso, como julgo não ser, não sei porque dás a cara pelas provocações de merda destas.

    Não venhas com balelas de socialismo para provocações baratas e convence-te de uma vez por toda que não há só gente boa na classe empresarial e não há só mandriões em quem trabalha por conta de outrém.

    Apesar de tu há muito tempo demonstrares o absoluto desprezo, de forma escrita, por quem trabalha para outrém.

    De forma clara, como já li, ou de forma provocatória, como se pode ler agora.

  3. Tonibler diz:

    monteiro,

    Alguma numeracia, sff… O facto de Portugal estar no topo da lista de trabalho suplementar não remunerado ou que trabalha mais no sector dos serviços, junto ao da pior produtividade, só mostra uma coisa. Há poucos a depositar e muitos a levantar.
    Se a produtividade fosse grande, então havia muitos a trabalhar demais. Não há. O que significa que temos muitos “socialistas”, isto é, gente que acha que todos lhe devem alguma coisa. Que os ricos é que lhe deviam pagar a crise, sendo que eles são pobres.

    O resto é conversa da treta, como fazes sempre quando a conversa te incomoda.

  4. cmonteiro diz:

    Conversa da treta é essa que tens de ofensa ao trabalhador português. Não queres postar em termos tão generalistas sobre o “empresário português”?…

    Acho uma piada do caralho dizeres que a falta de produtividade é dos trabalhadores! Ou seja, os gajos estão dentro da emrpesa, têm pouca produtividade, mas a puta da culpa é dos malandros dos trabalhadores que são socialistas e por isso merecem um post destes, dos supra-sumos dos empresários que foram presenteados com uns trabalhadores de merda como estes.

    Olha que caralho, eu sabia que isto era conversa da treta.

  5. Tonibler diz:

    Eu disse que falta produtividade aos trabalhadores???? Volta a ler outra vez. Eu disse que faltava produtividade. O que significa que entre os que trabalham como o caralho e os que vivem do trabalho dos outros, estes estão a ganhar. Podes refazer a tua conversa à luz dos esclarecimentos adicionais…

  6. cmonteiro diz:

    Tu generalizaste com a provocaçãozinha barata, mas pronto, de qualquer modo cada empresário tem os trabalhadores que merece…

  7. Tonibler diz:

    Não generalizei nada. O facto é que farto-me de ver para aí “socialistas”, mas vejo muito poucos socialistas que se considerem como contribuintes líquidos do grande paraíso social. É tudo pobre. Na realidade, o que existe é uma manada de gajos que são socialistas na esperança de que “dos ricos que fogem ao fisco” haja lá uma talhada para eles.
    Porque quando digo “ok, querem mais estado, vamos reduzir os salários para dar mais estado”, subitamente, já não é preciso mais estado…Se é preciso mais saúde e vamos acabar com o número clausus de medicina e com as mordomias dos médicos, ai jesus, já não é precisa mais saúde.

    A minha provocação era, antes de se declarar socialista, veja lá em que é que contribui. Não há generalização nenhuma.

  8. Luis Boavida diz:

    Foda-se é só conversa da treta, eu que tenho um rendimento familiar a rondar os 50.000 euros anuais brutos, nada do outro mundo, deixo para o estado quase 50% sou socialista e não me queixo, já o senhor que não é socialista e segundo consta é empresário não paga metade daquilo que eu pago, atenção que eu falei naquilo que paga enquanto contribuinte individual não falei naquilo que paga a sua empresa, e pasa a vida a mandar bitates aos trabalhadores, chama malandros e corja de inuteis e outras coisas no genero, eu sou socialista e não tenho essa opinião nem em relação aos trabalhadores nem em relação ao patronato.

  9. cmonteiro diz:

    Eu acho que confundes “socialismo” com bocas de algibeira, do tipo em questão. A resposta está aí em cima: impostos.

    E tu, quanto dás em impostos para o Estado?

  10. Tonibler diz:

    Boavida,

    Isso é uma estupidez pegada porque está dizer que eu disse algo que não disse. Nem tenho nada a ver com o que ganha, tal como você não faz ideia do que é a minha vida. Quer comentar o post, esteja à vontade. No resto, quero lá saber…

  11. Tonibler diz:

    monteiro,

    impostos? Pagas muitos impostos? E quantos é que vais pagar quando o teu emprego for sugado pelos impostos?

    Foda-se…e depois eu é que ando com bocas de algibeira… Porque é que não vamos todos receber do estado e vamos cobrar impostos às pedras? Também temos todos direito, ou não? Boa, vamos todos ser socialistas!

  12. cmonteiro diz:

    Deixa-te de merdas Toni. Tiveste um post de mau gosto para demonstrar algo que poderias fazer com maior acertividade e inteligencia.

    Mas preferiste a conversa blogueira, inconsequente e bacoca.

  13. Tonibler diz:

    Bacoca,

    Foda-se, se queres ser socialista, aquilo que EU pago de impostos não te deve afectar em nada. O que é importante é o teu contributo e deves pagar bastante para isso.

  14. cmonteiro diz:

    olha, conversa de treta!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s