É certinho…

Cada vez que se começa a ouvir que o governo vai cortar despesas surgem logo as notícias de fuga ao fisco. É um frete que os jornais vão fazendo aos parasitas do estado para ver se conseguem parasitar alguma coisa. Então nos últimos dias as notícias são do tipo  “Manifestações de fortuna “fogem” ao fisco por falta de informação rigorosa” e metem uma imagem de um iate (iate é algo que, custando o mesmo que um Renault Megane é cena de rico e por isso choca mais).

O estado gasta demais. Não há maneira de dar a volta a isto, se cobrar mais dinheiro, mais vai enterrar o país. O que o país tem que fazer é gastar menos não é gastar mais. O estado não somos nós, o estado é um conjunto de chupistas que tenta enganar o contribuinte para sacar mais dinheiro. Quando o camarada leitor vir um gajo destes a tentar sacar mais dinheiro a pergunta que lhe deve fazer é “então, o que é que fizeste ao resto do dinheiro?”.

Sobre Tonibler

Um vintém será sempre um vintém, um cretino será sempre um cretino
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

16 respostas a É certinho…

  1. Conde de Ornelas e Silvares diz:

    Caro Sr. Tonibler

    Grande verdade, já um cidadão não pode ter um iate? já agora onde é que compra iates a preço de Renault Megane? é que o meu (pagou o sogro) custou o preço de um BMW X6 M.

  2. Conde de Ornelas e Silvares diz:

    E é um barquito, porque o que eu queria era o Azimut 53 que custa, esse sim, o preço de um Renault Megane mais coisa menos coisa, 560.000 euros, só que o sogro ea minha esposa armados em pelintras foram buscar aquela coisa, um barquito.

  3. Tonibler diz:

    Caro Conde,

    Pois, por esse preço só mesmo o Mercedes SL híbrido do Sr. Primero-ministro. Mas pode ter coisas mais baratas que são acessíveis, mesmo a quem não recebe dinheiro do estado.

  4. Conde de Ornelas e Silvares diz:

    Uma coisa é certa, quando isto for uma Monarquia e eu pertencer ao Concelho do Reino o Azimut vou comprar, ai já não preciso do dinheiro do sogro para nada.

  5. Os sinais exteriores de riqueza não coincidem com as declarações de rendimentos, é natural que vão efectuar cruzamento de dados com as empresas que vendem tais “brinquedos”, o camarada, assim como eu, somos contribuintes responsáveis, pagamos aquilo que nos exigem, porque é que os outros não pagam?

    É assim em qualquer Republica como em qualquer Monarquia.

  6. Tonibler diz:

    Porque podem? Eles é que são patriotas, são eles que defendem o país contra a voragem do estado e que colocam o dinheiro a circular naquilo que a sociedade entende como útil e não naquilo que os gajos do PS acham que é bom, isto é, o bolso deles.

  7. Uma pergunta, qual a utilidade de um iate? Já sei, passear o fiscal das finanças que auditou as contas, e como é claro é do PS, ou então, o contabilista que aldrabou as contas da empresa de forma a sacar o dinheiro para comprar o referido iate sem pagar mais valias, e como está claro é do PS, foda-se os gajos do PS são fodidos, os do PSD não, são santos.

  8. Conde de Ornelas e Silvares diz:

    O Sr. Tonibler acha que ser patriota é fugir ao fisco?
    Eu como Monárquico e futuro Concelheiro do Reino acho que não, ser patriota é pagar os impostos senão quem é que me paga o meu ordenado?

  9. Tonibler diz:

    Caro Conde,

    Como deveria saber, as gastos das casas reais europeias não saiem do dinheiro dos contribuintes mas dos rendimentos das fundações familiares, no caso português seria da fundação da casa de Bragança.

    Camarada Elisiário,

    A utilidade do iate será aquela que o dono lhe quiser dar depois de trabalhar honestamente e de usar o dinheiro para adquirir trabalho a outros portugueses que trabalharam honestamente. Claro que como estamos a falar de honestidade, um partido fundado pelo Soares não cabe na conversa.

  10. À parte que me é dirigida a mim nem vou responder, vou responder à parte que é dirigida ao conde porque ele de certeza não lhe sabe responder.

    Vou só dar-lhe um exemplo, o casamento da princesa Vitória da Suécia custou ao Estado Sueco, a quantia de 4.000.000 de Euros.

    No entanto, uma sondagem revelou que o número de suecos que deseja abolir a monarquia mais do que duplicou nos últimos dez anos.

    Cerca de 28% da população exige hoje a abolição neste país onde o monarca é um chefe de Estado que, na prática, não tem poder político.

    A família real Portuguesa não foi convidada pois não é reconhecida pela casa real Sueca, um apontamento de somenos importância, a rainha Sílvia da Suécia é de descendência Portuguesa, a sua mãe é filha de uma Portuguesa e de um Espanhol.

    Quanto à fundação da Casa de Bragança é uma coisa que existe desde 1982 e que foi assinado o despacho pelo Monárquico Pinto Balsemão 1º Ministro da Republica na altura, mas há mais, é uma Fundação Publica cujos membros da Junta da Casa de Bragança são nomeados pelo Ministro das Finanças por proposta da mesma Junta, esta Fundação VIVE DE DINHEIROS PÚBLICOS, DO MEU DINHEIRO ENQUANTO REPUBLICANO E SOCIALISTA (não confundir com PS) eu que sou anti monárquico pago a uns pavões para se andarem a pavonear ao redor de um imbecil acompanhado de uma imbecil, não incluo as crianças porque não escolheram o pai nem a mãe.

    Mas há mais esta fundação é daquelas fundações que foram consideradas Fora-da-Lei e que o Freitas do Amaral ficou em arranjar regulamentação para isso.

  11. Tonibler diz:

    Elisiário,

    A fundação da casa de bragança, segundo sei, vive dos bens que lhe foram roubados por Salazar. O facto de ser pública é porque não devolveram yodos os bens aos seus legítimos donos. Na realidade, a casa real portuguesa é a única real vítima do fascismo.

    28% dos suecos representa a mesma percentagem daqueles que acham que os pretos não são tão inteligentes como os brancos.

    Entretanto queria só recordar-lhe que a visita de Mário Soares ao Brasil custou 40 vezes mais que isso e foi para os amigos irem à praia à conta dos pobres. Mais uma vez…

  12. Não camarada, os bens são públicos, vou dar-lhe um exemplo, o Palácio de Buckingham é património do Reino Unido, tirando uma casita ou outra tudo o que são palácios e as famosas jóias da coroa são património do estado.

    O salazar em 1932 roubou o Grémio Lusitano, confiscou todos os bens incluindo o Palácio onde colocou a Legião, após o 25 de Abril o Grémio Lusitano tomou conta do património que restou, nunca foi indemnizado, nem o solicitou, não fez nenhuma fundação e vive exclusivamente da gestão do património e da contribuição dos sócios, mas atenção o património existente em 1932 foi construído com dinheiro privado o estado durante mais de 40 anos usufruiu de um património privado e nunca pagou por isso, os bens existentes em nome da Fundação Casa de Bragança foram mandados construir por reis mas pagos com o dinheiro do povo.
    Uma pergunta camarada, com a monarquia vai ser conde ou marques? ou contenta-se com o titulo de fidalgo?😉

  13. Tonibler diz:

    Que eu saiba, não. São propriedade da casa de Windsor que, aliás, fazia de Isabel II a mulher mais rica do mundo. Desse dinheiro, a família real deve retirar os seus proveitos para representar o reino e a Commonwealth.

    Sim Elisiário, olha-se para o Soares e vê-se logo de que dinheiro o Grémio Lusitano se serviu..

  14. Não diga isso, eu conheço bem o processo, a Legião deixou o Palácio em condições indescritíveis, muitas das obras de arte e artefactos com história existentes em 1932 desapareceram, quanto à recuperação do Palácio foi o dinheiro de alguns sócios que o reabilitou, o Soares nunca foi sócio do Grémio Lusitano, e quando digo nunca é nunca, acho que já lhe tinha afirmado isso de viva voz.

  15. Tonibler diz:

    Mas os membros do Grémio PSnão estavam todos no PS (tal como os ex ministros de Salazar e Caetano)?

  16. Após o 25 de Abril o Grémio Lusitano tinha muito poucos sócios, não sei precisar o numero, a maioria pertencia ao PS? Não sei responder pois existiam e existem muitos sócios que não têm filiação partidária, uns que nunca tiveram outros que já não têm.

    Quanto aos ministros de Salazar e Caetano posso assegurar-lhe com toda a certeza que nunca pertenceram, pelo menos no período de 1932 a 1974.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s