O mundo ao contrário

Tal como cá, nos Estados Unidos a culpa das agências de rating serve, basicamente, para tudo, desde o herpes labial até à dívida com que o Sócrates enterrou o país. Por isso, a SEC, o regulador dos títulos, resolveu emitir uma lei em que as agências de rating passam a ser responsabilizadas pelo rating que dão nos títulos de dívida. Como as agências não podem saber o que as empresas vão fazer daqui para a frente, resolveram não atribuir ratings às obrigações que deviam ter sido postas na rua e que não vão ser porque ninguém empresta dinheiro sem rating. Como tudo quanto é crédito imobiliário, automóvel, etc… depende da emissão de obrigações para ser feito, já se está a ver a consequência da coisa em termos económicos. – Tá tudo fodido!

via jcd

Anúncios

Sobre Tonibler

Um vintém será sempre um vintém, um cretino será sempre um cretino
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

22 respostas a O mundo ao contrário

  1. Tonibler diz:

    Ou sim, porque já adiaram a coisa 6 meses…

  2. cmonteiro diz:

    não te preocupes, o primeiro a achar falta de qualquer coisa vai encontrar uma alternativa. Vocês limitam-se muito… Um pouco de biologia em vez de tanta física!

  3. Não coloca como hipótese que o mundo financeiro esteja a mudar.

  4. Tonibler diz:

    Monteiro,

    Isso significa que vai achar uma alternativa pelo caminho errado. E depois, quando derem por ela, a culpa foi da falta de regulação….

    Elisiário,

    Isso não existe. A não ser, claro, que esteja disposto a ir matar a sua própria comida…

  5. O que é que não existe? mudança? então quer dizer que vamos voltar à mesma e daqui a uns tempos temos outra crise igual ou maior, é isso?

    O neoliberalismo no seu melhor, será que não aprendem com os erros?

  6. Tonibler diz:

    Elisiário,

    Se o Sol andasse à volta da Terra as coisas eram muito diferentes. Mas o Sol não anda à volta da Terra, não vai andar nunca, por isso…Quanto mais tentamos regular as crises, maior o sentimento de segurança que é transmitido e maior a crise que daí vem, porque essa vem de certeza. As pessoas têm que saber que crises existem sempre.

  7. Desde os primórdios da civilização que a economia se moveu por mudanças, não existe muita diferença entre os tempos em que a economia se movia sem moeda até aos dias de hoje, a troca de produtos visava trocar um produto excedentário por outro em falta, couves, porcos, coelhos, cestos ou outros artigos, hoje eu fabrico 30000 qualquer coisa (tenho em excesso) e vou vender por 60.000 euros que tenho em falta.
    Atravessamos séculos e séculos a aperfeiçoar a economia, esse aperfeiçoamento advém de muitas mudanças efectuadas ao longo dos tempos, por isso não me venham dizer que ESTA ECONOMIA é imutável que se procederem a mudanças o sol passa a andar ao redor da terra.

  8. Tonibler diz:

    “não existe muita diferença entre os tempos em que a economia se movia sem moeda até aos dias de hoje” não responde já?

  9. Também escrevi isto “Atravessamos séculos e séculos a aperfeiçoar a economia, esse aperfeiçoamento advém de muitas mudanças efectuadas ao longo dos tempos”

  10. Tonibler diz:

    Elisiário,

    Dos quais o sistema financeiro é um deles, hoje acessível a todos quando no passado era um luxo dos nobres. Mas isso a sua veia republicana recusa.

    Monteiro,

    Tem, crise incluída.

  11. Uma coisa é certa o camarada já admite que tivemos uma crise e que afectou a economia portuguesa, outra coisa, já não culpa os socialistas agora só culpa os republicanos.

  12. Tonibler diz:

    Os republicanos são só uns gajos que gostavam de ser tratados como nobras, mesmo depois dos monarquicos já terem acabado com isso.

    Sim, temos uma crise, começou em 1999 e foi provocada por um cabrão com beiçolas de brochista que chefiou um governo PS. Alguma vez isso esteve em dúvida?

  13. ésburro diz:

    tonibler mantem-te nesta merda de site que tens e não comentes noutros blogs porque só os estragas com a tua ignorância. Fazias um favor a todos que gostam de trocar opiniões com pessoas inteligentes.

  14. ésburro diz:

    ou se calhar fui muito soft… fica nesta merda de calhau e não saias daqui

  15. Como deve calcular eu não estou aqui para defender seja quem for, o camarada continua a negar as evidências.

  16. cmonteiro diz:

    não tem. o actual caminho foi iniciado há mais de vinte anos e deu nesta bosta. as empresas de rating nasceram da falta de confiança e de referencias sólidas, e isso nunca pode ser bom. recua bastante na história (americana) para perceberes porque é que isto desembocou na crise de 2008.

  17. Tonibler diz:

    Não é preciso. Claro que as empresas de rating nasceram disso e depois? Não pode ser bom, porquê? Porque te apetece? Isso há-de ter uma razão… Tu fazes isso todos os dias, com o equipamento de mergulho, com o carro, com a comida, só que as tuas “agências” são gajos a quem tu dás confiança. Se os credores continuam a dar confiança às agências…Queres fazer o quê? Obrigá-los a emprestar o dinheiro????

  18. cmonteiro diz:

    tu não vais nunca entender fenómenos sociais….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s